Acaba 2012: o pior ano que já existiu!

feminicidio charge carlos latuff 2010Mesmo que eu acabe com minha vida antes, preciso comemorar o final do pior ano da minha vida; o ano mais amaldiçoado que não tem igual; o ano que era pra ser de um feliz milagre, mas como os homens me odeiam, o milagre saiu caro demais, e a felicidade virou um pranto para toda a vida. Só comigo, mas somente comigo, um relacionamento amoroso é proibido e impossível. Porque não sou heteronormativa, nem sou seguidora da “massa”. Quem determinou isso tudo? Os homens! Com o seu masculinismo e ânsia doente de ficarem provando 24h por dia que são machões, mesmo que isso (pra cabeça doentia deles) signifique ser mau!

 

Esse foi o ano que aconteceu tudo o que não presta, principalmente o que era impossível. Vimos o fim-do-mundo acontecer: o Corinthians ganhando uma Libertadores e um Mundial! É só coisa que não podia acontecer, porque olha a merda que vamos ter que sustentar pelo resto da vida: “Corinthians é bicampeão Mundial invicto”! Como eu disse, esse foi o ano que Deus fez o Inferno aqui na Terra!

 

Pior é a merda que eu vou ter que sustentar pelo resto da minha vida: todo mundo duvidava que eu um dia seria capaz de ter uma relação sexual! Provei que todos estavam errados! No entanto, apesar de eu ter escolhido por tanto tempo, o filho da puta que eu pensei pelo menos meio-prestar, na verdade é da mesma regrinha nojenta: igual a todos os outros!!!

 

E eu sabia, que se desse errado, minha vida não teria mais volta, solução, que seria a assinatura de uma maldição pro resto dos meus dias! E deu no que deu! O homem destruiu minha vida, minha vontade de viver, meus sonhos, meu futuro. Tudo o que restou pra mim foi a morte! Tudo o que resta de conforto pra mim é a morte!

 

Não vou viver o ano de 2013. Não vou esperar que só depois do trem ter capotado todo que aí venha um milagre do céu para resolver tudo! Não, não vai resolver nada! Também seria muita credulidade esperar que depois da tempestade viria a bonança. Primeiro porque não vai apagar nenhum trauma que eu passei — isso vou carregar pelo resto da vida (Lembrem-se disso, macharada, para vocês morrerem de vergonha na cara toda a vez que cometerem suas malandragens contra as mulheres!). Segundo, que eu já passei por tantas tempestades na minha vida e nunca presenciei uma bonança que me recompensasse/justiçasse de verdade!

 

Talvez, quando eu estiver morto, existindo vida após a morte (não acredito nisso), eu ache o meu pai-pai, eu ache um lugar onde eu possa ser justiçado e saciado da minha vontade de nunca mais ficar sozinho.

 

E se eu nascer de novo, sendo homem, prometo que vou fazer tudo que eu deixei de fazer aqui pra fazer lá! Incluse transar com muitos homens deste cedo! Aí eu não estarei nojento diante deles (corpo de mulher) e eles me amarão! Engraçado, eu não sou nojento! Mas meu corpo não agrada aos gays, e os heteros odeiam as mulheres (Tente entender se for capaz: eles gostam sexualmente de mulheres, mas as odeiam!). Uma única saída aqui na Terra seria a cirurgia de reiadequação de sexo, mas infelizmente para transformar mulheres em homens essa cirugia precisa se aperfeiçoar — em todos os sentidos!

 

Pra todos vocês, meu adeus antecipado. Principalmente pra vocês, homens cruéis!

Anúncios

Publicado em domingo, 30 dezembro 2012, em Eu, Homens, Machismo, Masculinismo, Misoginia, Sociedade brasileira, Transfobia. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe seu comentário aqui. Mas ATENÇÂO: não insira nenhum link no seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: