Comercial da Lupo alimenta preconceito que homossexuais são tarados

David Bowie cotoco

Os comerciais estão cada vez mais brincando com a paciência das minorias. O polvo que não pensa aceita a presença cada vez mais de machismos, exaltações veladas ao estupro, exaltações do pegar-e-largar, e muito mais. Na verdade, o brasileiro gosta dessas porcarias! E agora, quem dá a bola é a Lupo.

Eu vi o comercial ontem e achei hoje a matéria sobre, no G1. Resumo do comercial: na loja de produtos da marca Lupo, os clientes aparecem atrás de meias e cuecas, então o Neymar aparece para os clientes exibindo-se só de cueca e meias do produto. Até aí nada demais, contanto que o comercial só rode na parte da noite, depois de tanta mulher (e vulgarmente) seminua! Mas aí aparece um homem bombado pedindo pro vendedor para ver a “cueca sexy do Neymar” — assim mesmo! O que não é uma mentira, veja:

Neymar de cuecão

Cuecão de couro, mano, au-AU! Neymar, você é ótimo!!! As neymarzetes também concordarão comigo!!!

Claro que eu pessoalmente prefiro o Elano de cuecão e na minha cama! 😀 Tá, vamos voltar ao assunto:

Daí, em vez de aparecer, o Neymar foge pelos fundos e sai correndo! Mas que besteira é essa!???

Que mal teria em um homossexual querer também ver o Neymar só de cuecão? O Neymar foge do homossexual como se o gay fosse atracá-lo sexualmente caso o vesse só de cueca! Essa é uma crença esquizofrenia dos heteros que não tem fundamento algum e nem sei daonde surgiu isso. Nenhum homossexual vai tentar transar com o Neymar à força, até porque todo mundo sabe que Neymar é presumidamente hetero (somente gosta de mulheres, ao que parece).

Como sempre, em vez de se desculparem, admitirem que erraram e  corrigirem o problema, a Lupo só se preocupou em colocar um monte de paninhos quentes na situação:

“Em nenhum momento promoveu qualquer tipo de preconceito” (…) A Lupo diz que o personagem do cliente é heterossexual e que a intenção foi ar um tom “brincalhão” ao filme. (…) “O personagem alvo da polêmica não teve qualquer conotação homossexual. A graça do comercial é exatamente essa: um sujeito fortão, heterossexual, procura uma cueca sexy para usar – subentende-se – com uma mulher.  E a reação de Neymar é sair de cena”

Não tem noção de sentido! O personagem dizendo “cueca sexy do Neymar” tem conotação de quê!? Hetero? Pergunta de um hetero falaria que a cueca do Neymar é sexy! Frase mais do que de gay machão que gosta de outros machões — posso falar porque eu sou um deles! E se o Neymar não entendeu que o cliente não é gay, então porque ele foge!? Nem mentir vocês conseguem, Lupo! Esse adevogado de vocês é péssimo!

Outro paninho quente diz: “A empresa fabrica produtos para todos os públicos e não faria o menor sentido excluir qualquer público de suas lojas e muito menos denegrir a imagem dos homossexuais” MAAAAAAS… para atraír o público, não agem de forma completamente diferente, não é!? Hipócritas!

Pela internet os LGBTs já disseram não terem gostado nadinha da piadinha sem graça e também não devem concordar com essas desculpas esfarrapadas. Também afirmaram que vão deixar de consumir os produtos da empresa. Já que eles não querem dar o braço a torcer e se desculparem, o jeito é o boicote. Pena, eu gostava da Lupo!

Mas a idiotação dá certo: como desgraça pouca é bobagem e aqui é Brasil, os heterotários de plantão reapareceram defendendo a porcaria da propaganda e da marca, e vociferando as críticas de “ditadura gay”. Ah, de novo a falácia da “ditadura gay” :mrgreen: Agora virou moda usar essa tática que é uma soma da “tática da liberdade de expressão” com a “tática do direito de uma só via” para legitimar o ódio irracional e o bullying contra os LGBTs! Em breve, eu farei uma postagem sobre essa babaquice. Fiquem de olho!

Agora com o Neymar compactuando com a propaganda homofóbica, ele só conseguiu se queimar e frustrar parte de seus fãs. Neymar não é só adorado por moças: muitos gays também acham ele lindão — tenho por sinal um amigo que não me deixa mentir. Que feio, Neymar! As crianças te adoram! Você tem que dar bom exemplo para elas, e dentre essas não tratar homossexuais como ninfomaníacos selvagens.

Não pode uma empresa (se é que empresário é bonzinho u.u) tentar agradar gregos e troianos. Tem que apenas fazer o que é certo.

Fonte: G1.

Anúncios

Publicado em sexta-feira, 24 maio 2013, em burrismo institucionalizado, Homofobia, Intolerância, LGBT, Sociedade brasileira e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe seu comentário aqui. Mas ATENÇÂO: não insira nenhum link no seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: