Arquivo mensal: fevereiro 2016

Debate sobre desarmamento é complexo.

tiro no péParece que de novo se ressuscitou o debate sobre desarmamento, e de novo o debate é do raciocínio de uma criança de 5 anos e não se chega a lugar nenhum, se repete argumentos toscos e vejo que até a Esquerda não consegue fazer um debate sério. Direitistas vomitam a desculpa que o Estado é irresponsável e que logo a população precisaria ser pró-ativo em exercer a auto-defesa, mas curiosamente não argumenta-se uma mesma pró-atividade em fazer com que o Estado seja mais responsável. Sim, o velho defeito do brasileiro de reclamar que autoridades não prestam, mas deixam as mesmas autoridades estarem lá. Todo mundo reclama dos políticos, mas continuam mantendo eles no poder, votando nos mesmos picaretas de sempre. A própria população se contradiz.

Os argumentos viciado de uns esquerdas dente-de-leite (eu já avisei que a esquerda brasileira está extremamente viciada) é de um sentimentalismo infantil, como “armas impedem da paz´´! Mas paz nós já não temos, cassete! Tem que se explicar as coisas, colocar os fatos e argumentos, e não falar textos “lindos´´ que não dizem coisa alguma!

Como esquerda eu defendo sim o direito das pessoas de se defenderem. Se não vira pacifismo, e pacifismo é discurso da Direita. Mas o problema é: a população tem condição de se auto-defender com armas de fogo?

Leia o resto deste post

E se tivermos uma geração de microcéfalos?

cerebro do homer simpsonHá tempos não dou mais atenção pra epidemias de doenças, ou da doença em moda no momento, já que todo tempo tem uma pra encher o saco, preencher espaço nos noticiários e manter a população com medo e (pre)ocupada com alguma coisa, com a mente ocupada pra não pensar em outra coisa, como a situação da cidade ou estado onde vive, que não é tudo que é culpa da Dilma, e nenhuma é do Comunismo. O novo surto de dengue (essa é a quinta ou décima vez?) já era previsível, pois governo nenhum (Não é só a Dilma: o prefeito da sua cidade é o primeiro a não querer fazer porra nenhuma!) se importa com isso. É gasto com saúde, e prefeitos preferem gastar em outro lugar, como em propaganda política repetida a exaustão na TV (né, Artur Virgílio Neto?). E o povo? Se o dinheiro ir pra diversão, como Copa do Mundo, acham ótimo. E quem protestar vai ser considerado vândalo, terrorista ou até de odiar o país (Maldita alienação nacionalista…).

Leia o resto deste post

Blogueiros e internautas desqualificam quem protestou contra José Melo

mestre-dos-magosNunca antes vi coisa parecida acontecer na política amazonense na situação de cassação de mandato do governador José Melo. Primeiro em ser o primeiro governador do Amazonas cassado por compra de votos,coisa que todo amazonense sabia, até mesmo os que votaram nele, e somente fingiram não ver. Mas o que veio a seguir superou ainda mais, quando pela primeira vez alguém protestou diretamente contra Melo, jogando-lhe notas falsas de R$100,00, semelhante ao que já fizeram com Eduardo Cunha. Tal feito é um fenômeno, já que a população amazonense tem a tradição política de pacifismo: no máximo só fica indignado com políticos mal gestores, mas nunca se manifesta contra eles. Um amazonense quebrar esse protocolo era pra dar orgulho (de verdade) de ser amazonense. Mas a reação que se vê nas redes sociais é absurda, o que faz pensar na máxima o povo tem o governo que merece ser bem verdadeiro em relação ao povo amazonense.

Leia o resto deste post