Debate sobre desarmamento é complexo.

tiro no péParece que de novo se ressuscitou o debate sobre desarmamento, e de novo o debate é do raciocínio de uma criança de 5 anos e não se chega a lugar nenhum, se repete argumentos toscos e vejo que até a Esquerda não consegue fazer um debate sério. Direitistas vomitam a desculpa que o Estado é irresponsável e que logo a população precisaria ser pró-ativo em exercer a auto-defesa, mas curiosamente não argumenta-se uma mesma pró-atividade em fazer com que o Estado seja mais responsável. Sim, o velho defeito do brasileiro de reclamar que autoridades não prestam, mas deixam as mesmas autoridades estarem lá. Todo mundo reclama dos políticos, mas continuam mantendo eles no poder, votando nos mesmos picaretas de sempre. A própria população se contradiz.

Os argumentos viciado de uns esquerdas dente-de-leite (eu já avisei que a esquerda brasileira está extremamente viciada) é de um sentimentalismo infantil, como “armas impedem da paz´´! Mas paz nós já não temos, cassete! Tem que se explicar as coisas, colocar os fatos e argumentos, e não falar textos “lindos´´ que não dizem coisa alguma!

Como esquerda eu defendo sim o direito das pessoas de se defenderem. Se não vira pacifismo, e pacifismo é discurso da Direita. Mas o problema é: a população tem condição de se auto-defender com armas de fogo?

A resposta é: não!

Um exemplo bem simples do que já aconteceu pra explicar: um ônibus da linha 444 aqui em Manaus, um assaltante anunciou o assalto, daí um PM à paisana resolveu apontar arma pro assaltante, aconteceu troca de tiro e o motorista do ônibus saiu morto. Aonde adiantou o armamento?

Os que acham que tudo vai se resolver andando de trezoitão na cintura se esquecem da lógica: o criminoso é quem aponta a arma primeiro! Não adianta nada ter uma arma sem saber como e quando se deve usá-la. O armamento vai garantir treinamento de uso de arma? Claro que não!

Em Manaus, muito acontece de amigos beberem, ocorre um desentendimento, daí um resolve matar o outro com o facão da cozinha. Tem quem já matou o colega de infância, tem quem já matou porque o motivo da discursão foi disputa por uma mulher, resultado de jogo de futebol (o time do amigo ganhou do seu time), uma bola, ou até carteira de cigarro! o brasileiro ainda demostra estar em condição de “crianças irracionais´´ e quem é criança irracional é incapaz de raciocinar como humano, quiçá manipular armas. Se mesmo sem armas as pessoas se matam umas às outras, imagine com armas! Não estou querendo dizer que o brasileiro não é provido de razão e consciência, e sim que a mentalidade do brasileiro ainda está atrasada demais pra querer portar armas. E do jeito que os brasileiros estão neo-conservadores e odiando o conhecimento (odiando ciência), aí que não teriam condições mesmo!

“Ah, na suíça as pessoas andam armadas…´´ A sociedade suíça tem muito mais anos de experiência que a sociedade brasileira! A população suíça é anos-luz mais amadurecida que a população brasileira! A suíça preza o conhecimento, o saber e o raciocínio. O Brasil odeiam ciência e odeia pensar, e ainda considera pensar coisa de gente louca!

E se os suíços andam armados, que tal saber que a polícia britânica não usa arma, e sim apito? Porquê? Porque lá é outro tipo de sociedade, outro tipo de população. Lá a população também é mais amadurecida, lá o criminoso já sabe que perdeu se o apito do policial tocar! É questão de força política. Resultado de muito ativismo político. Aqui ninguém quer fazer nada, só esperar que uma estrela caia do céu na cabeça dos políticos e que estes resulvam tudo por nós. Não, as coisas não fuciona assim!

Aqui nós temos defeitos que quase ninguém quer resolver. Aqui temos uma polícia militarizada, ou seja, soldados brincando de polícia e ladrão, um resquício da ditadura militar que deveria ter sido extinta há anos e ser substituída pela Polícia Civil. Não substituem porque toda a vez que tenta conseguir isso aparece um monte de propaganda no Feicebosta dizendo que quem é contra PM é também bandido e comunista (e como se comunismo fosse crime!), e todo mundo acredita!

A polícia é falha, a justiça é falha, daí o que as pessoas pensam? Vamos corrigir esses problemas? Não, elas querem fazer justiça elas mesmas! Leigos querem ser juízes, matar a primeira pessoa que for suspeita de roubar uma galinha. Imprensa e Feicebosta andam de mãos dadas e fazem a população crer que a solução é todo mundo, inclusive leigos, brincarem de ser policial e juiz ao mesmo tempo. Primeiro que ser juiz é necessário sabedoria. Como uma população que não gosta de pensar se acha apta pra ser juiz?

Segundo que não se pode misturar dois poderes (o de repreensão e o de julgamento), porque senão vai acontecer abusos, como acontece com Policiais Militares que decidem bancar a justiceiros e dá em merda e banho de sangue. E a Imprensa ainda fica fazendo propaganda de PM como justiceiro, achando lindo que PM matou assaltante porque “bandido bom é bandido morto´´. Primeiro que PM não é juiz pra determinar pena de morte pra ninguém! Segundo que punir assaltante com pena de morte é injusto, você estará fazendo a pessoa pagar mais do que ela deve. Isso não é justiça, e sim bagunça! Não vou citar a palavra anarquia, porque os próprios anarquistas são contra isso. Anarquistas defendem uma sociedade dona de si mesma, mas pra isso acontecer a mesma sociedade tem que estar extremamente organizada, amadurecida e progredida. Uma sociedade organizada primeiro faz julgamento sério do réu e depois coloca uma punição justa, nem branda nem dura, na medida certa. E claro, nunca vai ser jogar a pessoa num formigueiro nem amarrá-la num poste pra matá-la de insolação!
“Ah, mas então como vamos solucionar o problema da segurança?´´ Com coerência, e não com desespero. O primeiro passo é levantar a bunda e sair das redes sociais e da frente da televisão. Cobrar das altoridades, fazer manifestação, essas coisas… “Ah, num pode fazer manifestação que aí já é vandalismo…´´ mas você não acha vandalismo linchar pessoas até a morte, não é mesmo? Aliás, só uma nação de imaturos como a brasileira pra achar mais grave vidro de banco quebrado do que pessoas sendo linchadas! Total inversão de valores!

Ainda há muito que se debater sobre desarmamento. O problema é que esse debate é antigo, os mesmos argumentos bobos são colocados, não se debate de forma coerente e acaba enchendo o saco. Pior ainda tentar debater isso hoje, com pessoas surtando pro neo-direitismo e fazendo do assunto mais uma guerra ideológica do que a procura de solução dos problemas. Porque solucionar problemas requer raciocinar, e brasileiros tem fobia até de pensar em pensar!

Anúncios

Publicado em domingo, 28 fevereiro 2016, em burrismo brasileiro, Conformismo, Conservadorismo, Credulidade brasileira, direita, direitistas, imprensa brasileira, Política, Preguiça brasileira, Sociedade brasileira. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe seu comentário aqui. Mas ATENÇÂO: não insira nenhum link no seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: