Spotlight e Garota Dinamarquesa: porque o Brasil censura esses filmes?

image

Foi um mal negócio a Globo exibir o Oscar 2016, principalmente quando a sociedade brasileira toma decisão de tomar mais do próprio veneno e ser mais conservador, mostrando premiações de filmes de conteúdos que os conservadores fogem como o Diabo foge da cruz. O Mundo Velho premia um filme sobre jornalistas que investigaram casos de pedofilia da Igreja Católica e outro sobre transexualidade, enquanto que o Brasil provinciano que nós conhecemos mantém os filmes no anonimato, sem visibilidade nenhuma e até boicota a exibição deles no cinema, como está acontecendo com A Garota Dinamarquesa. Mais poético é a sociedade brasileira ser tão provinciana, amar tanto o estrangeiro ao ponto de sempre repetir que deveríamos copiá-lo, mas nas coisas progressistas não copia. Verdade é que a sociedade direitista brasileira crê (inocentes políticos que são) que o Mundo Velho é Primeiro Mundo porque é/seria também direitista, crendo que a melhoria lá seria fruto do capitalismo, enquanto que na verdade é fruto de uma sociedade mais madura, com cultura de ativismo político (e lá a imprensa nem ousa a chamar manifestações de vandalismo!) e que valoriza o conhecimento e a ciência (enquanto que o brasileiro odeia ciência). Daí quando se deparam com a realidade de que o Velho Mundo é progressista e não conservador, saem fugindo de fininho.
Até mesmo eu não sabia da existência do filme Spotlight. A Garota Dinamarquesa eu já sabia de sua estréia, mas já há denúncia que o filme está sendo boicotado: cinemas estão se recusando em exibir o filme!
Daí depois que a premiação revela esses filmes escondidos, pessoas mais espertas questionarão: se o filme Spotlight é vencedor do Oscar, por que ele nunca foi ouvido falar antes no Brasil? Se o filme A Garota Dinamarquesa também conseguiu um Oscar, por que ele não está aparecendo nos cinemas?
Dois motivos:
A sociedade brasileira não é só conservadora até os pêlos do furico; ela também é uma conservadora podre de orgulhosa. Se o Primeiro Mundo que tanto elogiam e mentem que é uma maravilha graças ao direitismo, quando há sinais de progressismo simplesmente fingem que não vêem, daí escondem o filme.
Segundo, é uma tática de visibilidade: se não é vista, logo não existe. É velha tática de conservadores e direitistas em geral jogar temas tabus brasileiros pra baixo do tapete pra ninguém ver. E sem ver ninguém questiona, e sem questionar, tudo continua como está.
A sociedade brasileira é podre de religiosa. Tão podre que um mero questionamento contra a religião pode ser taxada de “cristofobia” e até ameaçar isso virar lei. Aqui religião está numa autoridade elevadíssima, acima do bem e do mal, faz parte da tríplice de temas que não podem ser discutidos no país (religião, ideologia política e futebol) que senão acaba em arranca-rabo. E um filme que revela luta de jornalistas levar casos de pedofilia ao conhecimento do público é um pesadelo para os católicos. É um pesadelo erros da Igreja Católica serem vistos, pois fere a imagem da religião como uma coisa perfeita, como uma coisa acima do bem e do mal que jamais pode ser questionada.
E transexualidade é outro tabu que a sociedade brasileira podre de conservadora foge como o Diabo foge da cruz. Transexualidade é o mais tabu dentre a categoria LGBT, ao lado da lesbiandade. Vivemos no Brasil a ditadura do sexo genital, aonde o sexo genital é álgum sagrado que não pode ser contrariado. E some isso ao Brasil ultra-religioso, que faz do corpo das pessoas templos de deus-Jeová, ou seja, nosso corpo não pode ser nosso e sim de uma entidade religiosa que nem há provas que exista! E não podendo ser nosso, vira escravo da vontade religiosa: nasceu daquela forma, não pode ser modificada, é imposta não importando quanto sofrimento isso vai causar na pessoa!
Ultimamente a visibilidade trans está aumentando no Brasil, até a dos Homens Trans, antes tidos como “super-lésbicas” e como “raridades” (inclusive Homens Trans gays, coisa inimaginável pelo esteriótipo brasileiro). E o esforço da Direita é impedir essa visibilidade. Até mesmo gays dentro do movimento LGBT tentam impedir a visibilidade das pessoas trans, por causa de egocentrismo, do narcisismo da personalidade do homem gay brasileiro (até mesmo o homem heterosexual brasileiro é incrivelmente narcisista) que o faz só gostar de um igual a ele mesmo, e da crise pelo fato dos gays não serem mais os carro-chefes do movimento LGBT por não terem mais nada de novo a acrescentar no movimento: quem tem a acrescentar hoje são as lésbicas, as trans e os trans.
Daí que, na tentativa desesperada de impedir ou atrasar a ascenção dessa visibilidade (como vingança,  só pra ser duas, três, cinco, dez vezes mais difícil), a sociedade conservadora vai boicotando filmes, projetos pedagógicos (como a questão de gênero nas escolas, xingada de “ideologia” pelo chororô direitista), e o que mais der pra adiar o progressismo da sociedade e a inevitável realidade bater à porta, que pessoas trans existem, a transexualidade existe, e a ilusão da cis-normatividade cair por terra, junto com a hetero-normatividade que já está em crise, mas teima em reconstruir seus pilares nem que seja da pior forma, como apelar pra invenção da “ameaça gay” (“gayzismo”).
Até porque, por mais que a Direita consiga impedir a visibilidade desses filmes ou a exibição deles nos cinemas, a Internet vai divulgar, a Internet vai disponibilizar os filmes (e de graça!) e a TV paga, hoje de acesso à pobres emergentes, também vai exibir esses filmes várias vezes. O choro conservador é livre.

Anúncios

Publicado em quinta-feira, 3 março 2016, em ativismo político, Conservadorismo, direita, direitistas, LGBT, Manipulação, Política, Sociedade brasileira, Transfobia e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe seu comentário aqui. Mas ATENÇÂO: não insira nenhum link no seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: