Arquivo da categoria: LGBT

Spotlight e Garota Dinamarquesa: porque o Brasil censura esses filmes?

image

Foi um mal negócio a Globo exibir o Oscar 2016, principalmente quando a sociedade brasileira toma decisão de tomar mais do próprio veneno e ser mais conservador, mostrando premiações de filmes de conteúdos que os conservadores fogem como o Diabo foge da cruz. O Mundo Velho premia um filme sobre jornalistas que investigaram casos de pedofilia da Igreja Católica e outro sobre transexualidade, enquanto que o Brasil provinciano que nós conhecemos mantém os filmes no anonimato, sem visibilidade nenhuma e até boicota a exibição deles no cinema, como está acontecendo com A Garota Dinamarquesa. Mais poético é a sociedade brasileira ser tão provinciana, amar tanto o estrangeiro ao ponto de sempre repetir que deveríamos copiá-lo, mas nas coisas progressistas não copia. Verdade é que a sociedade direitista brasileira crê (inocentes políticos que são) que o Mundo Velho é Primeiro Mundo porque é/seria também direitista, crendo que a melhoria lá seria fruto do capitalismo, enquanto que na verdade é fruto de uma sociedade mais madura, com cultura de ativismo político (e lá a imprensa nem ousa a chamar manifestações de vandalismo!) e que valoriza o conhecimento e a ciência (enquanto que o brasileiro odeia ciência). Daí quando se deparam com a realidade de que o Velho Mundo é progressista e não conservador, saem fugindo de fininho. Leia o resto deste post

Anúncios

Morto em vida e ao mesmo tempo indeciso se devo morrer!

Mrs__Death_is_working_by_NatizildaHoje eu escutei uma canção sobre “céu na Terra”, e veio em mente meus sonhos que eu queria ter realizado, mas nunca consegui, por causa da discriminação e do preconceito da sociedade brasileira, sobretudo a manauara. Me vi em esqueleto dentro do meu túmulo, e chorei pra caralho! Meu grande medo e minha grande tristeza de morrer sem realizar meus maiores sonhos é quase uma realidade hoje, sendo que ainda estou vivo, mas é impossível eu realizá-los, a chance é totalmente nula, e frustrado, não tenho mais sonhos nem vontade de viver, só vontade de morrer e, por eu ver um ciclo se fechando, estar certo que em breve vou morrer!

Leia o resto deste post

Loucura do dia: Tammy Miranda filiado ao PP!

ÊIM memeEsse é um dos momentos em que você torce pra dar pane e resetar. Tammy Miranda é um daqueles LGBTs que fazem um deserviço pro meio e um completo serviço pra Direita, desinformando a população mais marginalizada e sem educação/cultura do que é ser transhomem. Eu como transexual feminino pro masculino que sou (ou seja, transhomem, ou Homem Trans), digo veementemente que Tammy Miranda não me representa: quem me representa é João Nery, Luciano Palhano, Leonardo Tenório… Respeito Tammy como transhomem, claro! Mas não como despolitizado e confuso que ele é, ao ponto de se tratar no feminino por várias vezes enquanto fala, e não saber refutar embusteiros como Marco Feliciano, que diante de mim eu o desconstruiria facilmente e faria ele sair chorando do debate, da mesma forma que Silas Malafaia ficou com cara de bobão no debate que teve contra Jô Soares e outros, no debate que houve na Globo.
E isso não é só de mim: os demais transhomens que conheço também ressaltam veementemente que Tammy Miranda não os representa, pois ele não tem cabedal nem capacidade pra nos representar!
E eis que Tammy novamente nos envergonha em fazer o ilário, o imaginável, o inadimissíve, que é se filiar ao Partido Progressita! Sim, o PP, o partido do Jair Bolsonaro, do José Luis Datena e do Paulo Maluf! Antes eu torci pra que fosse fake. Agora eu torço pra que dê pane e resete!
Leia o resto deste post

Machismo e tradicionalismo também existem no meio LGBT!

image

Ok, nós sabemos, somos carecas de saber que a sociedade brasileira é machista e tradicionalista. No entanto, isso só se restringiria ao meio heteronormativo, assim ficando o meio LGBT, que combate o machismo pra início de conversa, seria livre disso, certo? Pior que não!

Em teoria, o meio LGBT, já nascido no ativismo da defesa da diversidade, da simples diferença que não tira pedaço de ninguém, apenas é diferente… enfim, automaticamente seria um desobediente civil perante o tradicionalismo e os costumes ditados pelo machismo, que nada conserva coisas boas, apenas aprisiona as pessoas, deixando de viver as coisas, sem motivo nenhum pra impedir tal viver. Mas como o Brasil é Brasil, aqui os LGBTs pelegam, aceitam as piores idéias direitistas e até seguem direitinho as regras machistas e tradicionalistas da sociedade brasileira!

Um desses machismos é aquele mesmo que afeta minha vida; aquela que proíbe um homem cis ter relacionamento afetivo com um transexual feminino pro masculino que gosta de homem invés de mulher, como eu o sou. Isso porque a heteronormatividade, extensão do machismo, quer a todo custo continuar dividindo os seres humanos entre heteros e gays, sendo que existem não só os bissexuais, mas também os t-lovers, aqueles que sentem atração por transgêneros. A heteronormatividade, na sua “luta´´ em sobreviver diante da existência de LGBTs que não aceitam mais viver no armário, não quer reconhecer que o mesmo cara que gosta de mulher cis também adora uma travesti. Então o que faz? Cria uma idéia estúpida de que “não é gay gostar de travesti porque travesti é feminino, logo é hetero´´. Risível!

Leia o resto deste post

Reflexões sobre moral e Na Moral.

wpid-Screenshot_2014-09-30-13-44-25-1.pngPor números motivos, fiquei sabendo sobre uma “edição especial´´ de Na Moral, um programa de debate tosco, um programa da (risos) Rede Globo (risos) que quer ter algum status de “iniciativa ao debate´´, do mesmo tipo do Super Pop, com se fosse possível produzir debatedores de um telespectador ignorante que não sabe de porra nenhuma, virando apenas um opiniador heterônomo, apenas um imitador de um dos lados do debate, desconhecendo o que aquele debatedor sabe ou não sabe. Sei por experiência própria. Pra debater, é preciso intelectualizar-se. E o que o povo brasileiro mais tem preguiça é de se intelectualizar-se, pois leva muito tempo, muito estudo, e muitas das vezes é preciso ir por dentro do meio da bandidagem político, e é preciso ter muito peito pra isso!

E “edição especial´´, porque o assunto era… valores morais ao longo dos anos! Pronto, o circo já estava montado!

Leia o resto deste post

Outra travesti vira caso de polícia e a visibilidade das trans na imprensa.

wpid-Violência-e-luxúria-na-TV.pngMais uma vez travesti acaba de virar destaque na imprensa, e, mais uma vez também, no ramo policialesco. Desta vez a tal travesti comete um crime, que foi assassinar uma pessoa. Mas o destaque se dá mais ao fato de ela ser travesti. Por que será, né?

Há poucos dias, uma outra travesti, Verônica, virou caso nos jornais por ter agredido uma idosa, e na delegacia ter agredido um carcereiro. A imprensa usou e abusou dos fatos de ela ter agredido, em primeira impressão, sem motivo algum. E omitiu o fato dela ter tido surto psicótico por uso de drogas, e não se perguntou o porquê de Verônica ter sido surrada ao ponto de ter o rosto desfigurado e ter ficado seminua na delegacia, e imagens fotografadas e postadas por sabe-Jeová-quem! O que se nota nos dois casos é uma repetição de travestis em situação policialesca, uma coicidência que dá a entender que a imprensa está fazendo propaganda denegrindo travesti. Seria por causa do neo-direitismo que ascendeu no país, aonde mais uma travesti envolvida em caso de polícia é mais um combustível pra alimentar o ódio irracional e demais preconceitos que essa ideologia já tem de opinião a respeito das travestis?

Leia o resto deste post