Arquivo mensal: março 2014

Pesquisa escancara a aceitação do estupro como culpa da vítima e machistas piram.

A notícia não é nova, e era pra toda mulher já estar sabendo há muito tempo, à essa altura do campeonato. Mas como o Brasil é um país extremamente fingido, aonde existe mas todo mundo finge e acredita piamente que não, então só agora que as mulheres se tocaram que para os homens brasileiros, essa racinha escrota que me dá nojo deste os meus 11 anos, além de serem estupradores em potencial, ainda jogam a culpa na vítima dizendo que ela provocou, ela quem pediu pra ser estuprada, como se alguém pedisse pra sofrer, ainda por cima de uma coisa tão nojenta como estupro. E que pra esses bando de predadores sexuais que as nossas emissoras de TV tanto disciplinaram e a mulherada não percebeu a merda que estava se criando, eles não podem se segurar diante de um corpo feminino com roupas um pouquinho mais sensuais ou qualquer outra coisa que eles vão incontrolavelmente pegar a mulher!
Leia o resto deste post

Anúncios

Marcha da Família e a nova tentativa de golpe militar pelos coxinhas.

A nossa classe-média zangadinha e sofredora pôser, já tentou usar as manifestações de 13 de junho ao seu favor pra transformar tudo num retorno ao PSDB no poder. Não conseguiram. Agora estão tentando fazer isso de novo, de uma outra forma, através dec uma tosqueira chamada Marcha da Família (risos) Unida com Deus (risos) pela Liberdade (agora gargalhadas), que só pelo nome dá pra se sentir o potencial de asneira crente dessa besteira e de que coisa boa não é! “Marcha da Família” parece até que é um segundo nome pra “Marcha pra Jesus” e que parece ser a mesma bosta. Mas não é! Unida com deus? Contestável se deus está com essa gentinha! Pela liberdade? Controveso, porque não é uma marcha pra o jóquei de jegue e muito menos pra derrubar PL122: é pra pedir intervenção militar! Sim, volta da ditadura, àquela que torturou o seu avô e matou muitos outros! Vai (ou diz-que vai) acontecer hoje e por isso este deve ser um daqueles sábados insanos!

Clique aqui para continuar lendo…

Manauaras surtam com mulher que disse que eles “só sabem comer peixe e descascar tucumã”!

Eu sou manauara, nascido, crescido e morador de Manaus, Amazonas, lugar de um povo singular, aonde as pessoas de São Paulo pensa que aqui só tem mato ou floresta, e imaginam o escritor deste blog com um cocár na cabeça e carregando arco-e-flecha nas costas! Aonde nada acontece e só saímos em noticiário nacional quando acontece alguma tragédia ou escândalos ridículos como o prefeito que mandou a moradora de barraco morrer. Eu conheço meu povo e não tenho coisas boas pra falar dos mesmos! De uma gente arrogante, que é descendente de índio, mora em invasão e ainda assim quer ser tratada como se fosse Liverpool!

Por causa de um desabafo raivoso de uma mulher, os manauaras, como se chama os moradores da cidade de Manaus, estão muito putos e o vídeo sendo comentado por todo mundo — é interessante como esses vídeos de baixaria são mais importantes pro povo daqui do que o vídeo aonde Apurinã denuncia o senador e até o presidente do TJ-AM envolvidos em pedofilia, que mal o povo sabe!!

Clique aqui para continuar lendo…

EUA versus Rússia: O ativismo de sofá e a perdição da Ucrânia

Texto a seguir foi extraído de um blog. Diz tudo o que eu queria dizer, tanto é que a mim restou reproduzi-lo com apenas uns adendos. O texto que está em negrito é destaque meu.

COMENTÁRIO Do BLOGUE Mingau de Aço:

Não há maniqueísmos. A situação da Ucrânia (país conhecido por ser a terra natal de muitas celebridades, de Clarice Lispector a Mila Kunis), antiga nação da União Soviética, se encontra bastante delicada, enquanto Rússia e EUA disputam seu poder de influência no país. Com conflitos sangrentos, o país luta pela sua soberania, dentro de uma séria crise política, social e institucional.

EUA versus Rússia: O ativismo de sofá e a perdição da Ucrânia — Por Raphael Tsavkko Garcia – Blog do Tsavkko – The Angry Brazilian

Algo que começa a encher o saco é gente que não entende NADA do que acontece na Ucrânia  querer dar aula ou lição. Pior ainda é quando querem impor uma dicotomia que nos lembra os anos 60, de “imperialismo malvado” dos EUA versus “bom comunismo” da Rússia, levando em conta que Putin é nada além de fascista;

Aliás, isso que a rússia foi um dia nunca será comunismo: comunismo é outra coisa, completamente diferente daquela merda! Mas peraí, o regime “socialista” da Rússia já acabou faz tempo: então que diabos está-se dizendo que a Rússia hoje tem um governo comunista, enquanto nos livros dis-que que é um república capitalista como todos os outros? Sente-se cheiro de mentira de direitista, pra dizer que comunismo é feio porque Rússia é uma merda. Vladimir Putin não tem nada de comunista, e sim de fascista!

Não, o inimigo do meu inimigo não é meu amigo.

A Rússia tão somente age na Ucrânia para manter sua área de influência e acima de tudo sua importantíssima base militar na Criméia. E, claro, tenta evitar que a Ucrânia entre para a área de influência da UE/EUA, ou ao menos parte dela.

Nada além de jogo de interesses. Realpolitik de potências.

Relembrem o papel da Rússia na Chechênia e no resto do Cáucaso. Se temos um imenso crescimento do fundamentalismo por lá dê graças às políticas russas contra o separatismo local que era originalmente laico e foi se radicalizando à medida que era reprimido e após duas guerras. Mas para defender o “nacionalismo” dentro do seio de nações inimigas a Rússia é uma mãe, vide Abkhazia e Ossétia do Sul. A Geórgia se aproximou do “ocidente”, logo, teve de ser castigada.

O mesmo está acontecendo na Ucrânia. Se aproximam do ocidente, logo, é castigada.

É lógico que os EUA e a UE tem interesse e mesmo podem financiar/apoiar alguns grupos revoltosos, mas não nos esqueçamos, este é o argumento de muitos petistas para atacar os protestos nas ruas do Brasil. Argumentos que viraram capa de jornais, aliás. Não acreditem em tudo que lhes chega pelo jornal.

Inclusive revista Veja!

Forçar a escolha entre o imperialismo americano e o imperialismo russo é uma estupidez inominável.

Parece escolher entre ou você aceita Jesus ou vai pro inferno. Duas coisas que não prestam. Não caia na cilada do “só existe dois caminhos”, cilada do maniqueísmo: é pra confundir e deixar o povo sem escolha! Nós sempre devemos buscar o caminho certo, nunca ir por “caminhos prontos” ditados pela “sabedoria comum” que a gente nem sabe de onde vem!

Os EUA são o câncer do mundo, assim como a China o é para os países que vivem em sua órbita ou a Rússia o é para os países em mesma situação. Experimentem defender a Rússia na região Báltica. Ou a China no Tibete, em Taiwan… Não há “Estado bonzinho”, há realpolitik e estratégia.

Em tempo, não há sequer consenso sobre o papel e importância de grupos fascistas entre aqueles que derrubaram o governo.

Sobre o papel da extrema-direita nos protestos, recomendo a leitura deste post do Global Voices.

Em tempo 2: Você pode sim “escolher” a Rússia e, do seu sofá, achar que é o melhor pra Ucrânia – assim como pode fazer o mesmo escolhendo os EUA -, pois no fim quem vai sofrer é a Ucrânia, não quem está na frente do computador fazendo as vezes de oráculo da revolução. Se você NÃO entender do assunto, não parou um segundo para ler e entender, só pensa com o fígado ou vive nos anos 60 da Guerra Fria, melhor ficar calado.

Mas, se escolher um lado, esteja preparado para depois defender as consequências. A luta das esquerdas não deve ser contra um imperialismo para que outro assuma e sim contra todas as formas de imperialismo.

Outra coisa idiota que escuto sobre a guerra civil na Ucrânia são essas cabecinhas reduzidas a opinião de televisão e demais imprensas brasileiras de que o país está sendo destruído pelas revoltas porque os “ucranianos não sabem fazer protesto pacífico”! Olha pra ti e pro Brasil: o governo está prestes a sancionar uma lei onde a única coisa que se pode fazer é passeatas, as mesmas que há anos atrás os coxinhas já faziam e não mudaram nada, e o Brasil está prestes a ficar mais uma vez tudo igual como está por mais décadas; até o povão aprender da pior forma que luta pacífica é ilusão megalomaníaca, que não existe mudança sem luta, e luta leva batalha, bater e tomar surra. Se você tem pavor de tomar surra da polícia, então a luta pela democracia não é pra você! Por isso PARE de ouvir a imprensa mentirosa de que a culpa da polícia sentar a porrada no povo é dos black blocs: a polícia vai sentar a porrada em você de qualquer forma, pois ela é peão do Estado, e o Estado não está nem aí pra você, e sim em se manter no poder! E isso não acontece só no Brasil: é em todo os lugares do mundo! Se você quer ajudar mas tem medo, pelo menos apóie os black blocs, que eles também estão aí pra proteger os demais manifestantes!

Como a autora falou, se você quer repetir os mesmos erros do passado, vá em frente – só não vá querer choramingar depois de que “não adianta nada” ou “esse país não tem jeito”: é você, VOCÊ, brasileiro, quem tem medo pra fazer o país mudar, que só quer ser ativista de sofá e fazer luta água-com-açúcar!